Fierro, ex-Flamengo, elogia Adriano: "Sempre deu a cara"

FOX SPORTS: Em 2009 o Flamengo conquistou um dos títulos mais emocionantes da sua história. Na última rodada do Brasileirão, contra o Grêmio, no Maracanã, o Rubro-Negro venceu por 2 a 1 e ficou com o título. Além do técnico Andrade, identificado com a torcida, o clube carioca também contava com outras estrelas no seu elenco, incluindo ninguém menos do que Adriano Imperador.

Revelado na base rubro-negra, o atacante havia retornado à Gávea naquele mesmo ano e em pouco tempo liderou o clube na campanha vitoriosa no Brasileiro. E apesar das boas atuações que teve em campo, o jogador também ficou marcado por algumas polêmicas durante essa, que foi a sua segunda passagem pelo Flamengo. Entre elas, o fato de ter chegado atrasado, ou até mesmo faltado, alguns treinos.

Foto: Divulgação
Em entrevista ao FOXSports.com.br, o volante Gonzalo Fierro, que também fez parte daquele elenco campeão, comentou sobre a sua convivência com o Imperador e deixou claro: apesar de o atacante ter de fato cometido alguns deslizes, não tem o que reclamar da pessoa de Adriano, que sempre reconheceu os seus erros e, além disso, também sempre foi uma referência para todos dentro dos vestiários.

“Para mim, Adriano, desde que o conheci, via como um ídolo. Pude vê-lo triunfar na Europa, ser uma grande figura na Inter, ser o principal jogador de uma Copa das Confederações. Quando eu o via jogar, ficava muito feliz. Todo jogador tem um nome, é conhecido, qualquer coisa que faça vai sair na imprensa. Ele cometeu erros que não deveria ter cometido no momento. Mas, não tenho o que falar mal dele, me ajudou muito quanto ao idioma, porque ele fala um pouco espanhol. Era muito positivo, ajudava os mais jovens. Quando chegou foi capitão. Ele somava muito. No pessoal, não posso falar nada de mal dele, só elogiar por tudo que conquistou como meu companheiro”, começou por dizer o chileno.

“As vezes que ele atrasou ou faltou (algum treino), sempre deu a cara e reconheceu o seu erro. Nunca deixou de ir direto ao ponto sem dizer o que havia passado. Reconhecia que estava equivocado e dava a desculpa correta ao momento. Quando as coisas estão bem e não te afeta as coisas lá fora, é importante também. O grupo que tivemos quando fomos campeões em 2009 era muito humano, muito próximo. Éramos unidos. Quando acontecia algo, resolvíamos no momento e não levávamos a uma importância maior. Ele era uma figura importante, jogador de Seleção, então qualquer coisa que fizesse, de mais ou de menos, sairia na imprensa. A ideia era cuidar-se mais, mas a vida é de cada um, que se leva da sua maneira. Vejo que Adriano, sempre que tinha que responder algo, respondeu bem.”, completou.

O jogador ficou marcado por algumas polêmicas durante essa, que foi a sua segunda passagem pelo Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget