Flamengo aposta na venda de reservas para orçamento controlado

O Flamengo está trabalhando nos bastidores para fechar o elenco até o final de 2020. Além de vender alguns nomes e fazer negociações envolvendo propostas milionárias, os diretores buscam manter os jogadores que foram recentemente convocados para a Seleção Brasileira. A ideia é que nomes como Gerson, Bruno Henrique e Gabigol se valorizem e estejam presentes nas convocações até a disputa da Copa do Mundo de 2022.

Com um dos elencos mais caros do futebol brasileiro, o Flamengo precisa ter cuidado com o futuro do time até o final desta temporada. A diretoria sempre teve atenção com os gastos financeiros, e isso não deve ser diferente em 2020. Segundo reportagem feita pelo portal Globoesporte, o elenco rubro-negro vale cerca de R$ 680 milhões, sendo o mais caro do Campeonato Brasileiro. O time do Grêmio, um dos principais rivais da equipe no ano, por exemplo, não passa dos R$ 550 milhões.



Para que todo esse valor não acabe por sufocar as finanças da equipe, os dirigentes rubro-negros já começaram a trabalhar para a venda de alguns atletas. Foi o caso do goleiro César, que chegou a ser titular em 2018 e hoje amarga a posição de reserva. A ideia é que o clube consiga mais de R$ 10 milhões com o jogador formado na base do Flamengo. Outros nomes, como Vitinho, Berrío e Caio Roque, também entraram na lista de possíveis vendas.

O aproveitamento de 94,4% com os titulares em 2020, segundo números do site Gazeta Esportiva, é motivo suficiente para confiar nos atletas disponíveis para o treinador Jorge Jesus. A saída de alguns reservas não afetaria o rendimento da equipe e também abriria espaço para jogadores vindos da base. Além disso, o clube poderia lucrar mais de R$ 50 milhões com as vendas para o exterior.

Pensando na Seleção Brasileira

Enquanto encaminha a saída de alguns jogadores, o Flamengo tem como principal objetivo manter alguns nomes que se destacaram recentemente e acabaram chamando a atenção de Tite. É o caso do meia Gerson, que foi contratado por R$ 50 milhões em 2019 e, após se destacar no Brasileirão e na Libertadores, recebeu sondagens de clubes da Inglaterra e da Alemanha. A diretoria garantiu que o meia não será negociado.

Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol também fazem parte dessa lista especial e podem ganhar ainda mais proteção caso continuem a ser convocados por Tite. Com o início das Eliminatórias, alguns jogadores do Flamengo devem ganhar mais espaço na Seleção e, quem sabe, participar do Mundial de 2022. Em março desde ano, o clube carioca conseguiu convocar três jogadores.



Fazer com que alguns jogadores do Flamengo participem do Mundial de 2022 seria não apenas motivo de orgulho, mas também algo lucrativo. Segundo cotações do portal de apostas online da Betway Esportes, a Seleção Brasileira é a favorita para o título da Copa do Mundo no Catar. No dia 2 de junho, a equipe de Tite tinha 15,4% de chance de vitória, deixando França, Alemanha e Espanha para trás. Ou seja, o Flamengo tem grandes chances de ter no elenco alguns jogadores com um título mundial no currículo, o que valorizaria bastante o passe na hora da negociação.

Negociações nos próximos meses


O difícil para a diretoria rubro-negra é manter esse plano de vender apenas os reservas, pois o interesse pelos jogadores só deve aumentar nos próximos meses. Segurar esses jogadores até 2022 é visto como algo impossível. No início de maio, por exemplo, uma notícia do interesse do Arsenal por Gerson fez com que fosse ligado um sinal de alerta. O clube inglês foi responsável por tirar o zagueiro Pablo Marí do Flamengo.

Uma outra notícia que também preocupa o torcedor rubro-negro é o interesse do Benfica em alguns jogadores. A equipe portuguesa já fez uma sondagem pelo jovem lateral Ramon Lima e pode fazer uma proposta nos próximos meses. Vender um jogador da base pode não ser a melhor escolha, mas será algo difícil de recusar dependendo do valor.

A temporada do Flamengo deste ano tem tudo para ser positiva, assim como ocorreu em 2019, mas os dirigentes precisam ter cuidado quanto ao gasto financeiro. Vender jogadores da reserva pode ser a melhor solução, pois permitiria que os representantes rubro-negros da Seleção Brasileira fossem mantidos. Não é uma tarefa fácil, mas definitivamente pode render frutos dentro e fora dos gramados.

Uma outra notícia que também preocupa o torcedor rubro-negro é o interesse do Benfica em alguns jogadores.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget