Flamengo tem proposta de três empresas para anúncio na manga

ESPORTE NEWS MUNDO: Por Heitor Olimpio

Depois de fechar a parceira com o Banco BRB como o novo patrocinador master do clube, o Flamengo está perto de fechar também o patrocínio para as mangas da camisa. O Esporte News Mundo apurou que há quatro empresas na mesa para serem escolhidas e os valores girando em torno de R$ 11 milhões. Três empresas, do segmento da saúde, disputam com a Amazon (que chegou a está perto de ser a patrocinadora master do clube, mas valores e tempo de contrato inviabilizaram) para fecharem o acordo.

O contrato anterior para as mangas da camisa era de R$ 3 milhões com a empresa de aplicativo de ônibus Buser e, caso o acordo com novo patrocinador seja firmado, com o valor estipulado de R$11 milhões, será um acréscimo de R$ 8 milhões (mais de 100%).

Diego com a braçadeira de capitão no Flamengo - Foto: Pedro Martins
O Flamengo anunciou em 19 de junho, em comunicado em vídeo pelo presidente Rodolfo Ladim, a parceria com o Banco BRB como novo patrocinador master em contrato de R$ 32 milhões, que já tem data para assinatura oficial na quarta-feira 1º de julho, na Gávea, mas ainda terá que passar pela aprovação do Conselho Deliberativo, nesta segunda-feira.

Assumindo o lugar de destaque na camisa do rubro-negro carioca que era ocupada por outro banco, o BS2 que pagava R$ 12 milhões. A saída de um banco e a entrada do outro rendeu um acréscimo aos cofres do clube R$ 20 milhões de reais (também superior a 100%).

Valores para envergar o varal:

Master: Banco BRB (R$ 32 milhões)
Costa: MRV (R$ 10 milhões)
Clavícula: Sportbet.io (R$ 8,5 milhões)
Dentro do número: TIM (R$ 4 milhões)
Barra da camisa: Total Brasil Distribuidora (R$ 6 milhões)
Meião: Orthopride (R$ 2,9 milhões)
Fornecedora: Adidas (R$ 18 milhões)
Mangas: ? (R$ 11 milhões)

Com esse acerto, a diretoria do Flamengo chegaria a R$ 92,4 milhões em patrocínios. Um acréscimo de cerca de R$ 30 milhões a mais em somatório de contratos que o clube tinha com outros parceiros.

Três empresas, do segmento da saúde, disputam com a Amazon.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget