Venda de Pablo Marí pagou a compra de Gabigol pelo Flamengo

UOL: Leo Burlá

A confirmação da venda de Pablo Marí para o Arsenal foi festejada pelo Flamengo e virou um modelo de negócio a ser seguido pelo departamento de futebol do Rubro-negro. Com a transação com os "Gunners", o Fla vai embolsar algo na casa dos 16 milhões de euros (R$ 97,9 milhões na cotação atual), valor bem próximo ao que foi pactuado com a Internazionale de Milão-ITA pelos direitos de Gabigol, que valeu 16,5 milhões de euros (R$ 101 milhões).

O investimento no jogador foi considerado baixo para os padrões do clube, que pagou R$ 5,3 milhões por Marí (fora comissão ao empresário). Vinculado ao Manchester City-ING, o espanhol estava no La Coruña, da Série B espanhola, quando chamou a atenção do técnico Jorge Jesus.

Foto: Alexandre Vidal
À época, a contratação causou espanto. O Fla vinha abrindo os cofres para trazer jogadores já testados e aprovados, caso de Rodrigo Caio, Arrascaeta, Gabigol, Bruno Henrique e outros. Adaptado ao esquema do português, Marí virou peça-chave na temporada vitoriosa de 2019.

Considerado um jogador de bom passe e de muito vigor físico, o defensor chegou, tomou conta da vaga e acertou o setor, ajudado também pelas contratações de Rafinha e Filipe Luís. Sem o gringo, o clube foi ao mercado e não economizou. Tirou Léo Pereira do Athletico e aproveitou a indefinição contratual de Gustavo Henrique com o Santos.

Após um início de ano com algumas lesões entre os jogadores do setor, o Mister definiu Rodrigo Caio e Léo Pereira como a sua dupla de titulares. Os dois iniciarão o jogo de quarta-feira contra o Boavista, no Maracanã.

O Arsenal comprou o zagueiro por R$ 98 milhões, enquanto o Flamengo comprou Gabigol por R$ 101 milhões.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget